Eventos em Hong Kong

Poluição Luminosa de Hong Kong é a Pior do Planeta

Hong Kong figura no “topo” da lista de cidades em todo o mundo com os níveis mais graves de poluição luminosa, revela um estudo citado hoje pela imprensa local.

Cientistas da Universidade de Hong Kong indicam que, à noite nas zonas urbanas da antiga colónia britânica, o céu é entre cem e mais de mil vezes mais brilhante do que o padrão internacional de um céu noturno.

Para o estudo, foram efetuadas mais de cinco milhões de medições noturnas, desde maio de 2010, uma análise que resultou na maior base de dados recolhidos até hoje para um projeto deste tipo.

O líder da pesquisa, o investigador Jason Pun Chung-shing, do departamento de Física da Universidade de Hong Kong, que descreveu os resultados obtidos como “chocantes”, em declarações citadas na edição de hoje do South China Morning Post, assegurou não ter descoberto mais nenhum ponto da Terra tão gravemente afetado pelo problema como Hong Kong.

Ao contrário de outras grandes cidades – como Londres, Frankfurt, Sydney e Xangai -, Hong Kong não dispõe de legislação que permita controlar a luminosidade externa, de acordo com o mesmo jornal.

O secretário para o Ambiente, Wong Kam-sing, afirmou esperar que uma ‘task force’ do Governo possa apresentar, em meados deste ano para discussão pública, propostas para que haja mais “elementos regulatórios” no que concerne à poluição luminosa na cidade. Contudo, não especificou se estava a referir-se em concreto a legislação a este nível.

About the author

Robson Hayashida

Robson Hayashida has over two decades of experience in the computer industry in product development, support, training, and e-marketing. Mr. Hayashida has been working on writing ColdFusion Web Application series, as well as multiple books on SQL, Regular Expressions, Java Server Pages, WAP, Windows development, and has recently being involved in multiple Meteor / MongoDB and Node.JS projects and more.